sábado, 18 de abril de 2009

Der Himmel über Berlin #2





Toda a gente sabe que pelas suas propriedades afrodisíacas, os anjos são loucos por ostras, não é por isso de estranhar, que em Berlim haja um edifício que os berlinenses baptizaram popularmente de Schwangere Auster, que traduzido literalmente quer dizer ostra grávida.



Após a guerra, com a cidade praticamente destruída e posteriormente dividida em duas partes, quer a ex Berlim de leste quer a ex Berlim ocidental, viram-se em mãos com gigantescos problemas de habitação e urbanismo.

Em 1952 Berlim de leste iniciou o projecto Karl-Marx-Alee (que enquanto estação de serviço dos anjos, abordarei em separado num posterior Der Himmel über Berlin), a que Berlim ocidental, ripostou com o concurso internacional Interbau.

A Kongresshalle, posteriormente rebaptizada de Haus der Kulturen der Welt (Casa das Culturas do Mundo), um dos projectos apresentados na Interbau, é da autoria do arquitecto americano Hugh Stubbins e foi uma oferta dos USA à cidade de Berlim.

O edifício é um espaço multi-funções, com um auditório com capacidade para 1.250 pessoas e áreas destinadas a exposições e festivais.

Devido a problemas de construção a Schwangere Auster (ostra grávida), colapsou em 1980, mas foi reconstruída em 1987.

















A escultura “Butterfly” no espelho de água, é do Henry Moore (1985-1986).



1 comentário:

Pedro Costa disse...

há aqui uma semelhança qualquer com a arquitectura do espanhol Calatrava...